Quem você quer ser quando crescer no Micro Market?

Atualizado: Jun 30

No último artigo, conversamos sobre a regularização do seu negócio. Além da parte burocrática, você vai precisar tomar decisões estratégicas de mercado, antes de iniciar a divulgação do seu Micro Market.

Qual a sua ideia de negócio?


Responda às seguintes perguntas:

  • Você está abrindo o seu Micro Market para ser uma unidade de venda, focado na solução para um espaço, como o condomínio onde você é síndico, ou pensa em ter mais de um Ponto de Venda (que vamos chamar de PDV a partir de agora)?

  • O seu mercado-foco, ou seja, onde você quer ter seus PDVs: são condomínios residenciais ou comerciais? Se ambos, você vai tratá-los de igual maneira quando a estratégia ou pretende separá-los?

Quick Tips: para essa etapa, muitas pessoas usam um quadro, chamado "Business Model Canvas”, que ajuda a criar um esboço visual. Esse modelo te provoca a pensar em “como”, “o quê”, “para quem” e “quanto”, com nove etapas para que você não esqueça nenhum detalhe do seu modelo de negócio. (Clique aqui e saiba mais sobre o modelo)

Qual será a cara do seu negócio?


Com as perguntas acima respondidas, você consegue entender quem será o seu consumidor, quem estará comprando com você diariamente, ou seja, para quem você precisa desenhar seu espaço, sua marca e sua divulgação.

Muito se engana quem pensa que “a cara do negócio” é só o logo escolhido ou o flyer de divulgação.

Esses pontos precisam “casar” com quais produtos serão ofertados e o custo benefício deles, quais fornecedores precisam ser contactados, o visual arquitetônico do seu PDV, entre outras necessidades cruciais para a manutenção saudável da sua operação. Mas aqui, vamos focar na personalidade que você quer dar ao seu negócio.

  • Se o seu Micro Market atuará em condomínios de luxo, todo o seu layout deve ser de alto padrão. A oferta de produtos deve corresponder ao que normalmente é consumido pela classe A/B, como produtos sofisticados e exclusivos, de marcas consideradas superiores em suas categorias. Este público aceita pagar mais por produtos diferenciados, porém exigirá uma entrega de alto nível, com um serviço mais sofisticado.

Quick Tips: Busque referências de produtos em lojas focadas no atendimento ao público A ou B.
  • Agora, se a sua conclusão foi de que você quer atuar em “Break Room”, em agências de comunicação e/ou empresas de tecnologia, por exemplo, seu Micro Market precisa ter um tom mais descolado. A oferta de produtos deve ser mais focada em snacks para o lanchinho e produtos mais saudáveis.

Quick Tips: Visite empresas que contam com Micro Markets, avalie a oferta de produtos. Fale com o RH da empresa e peça dicas ou sugira uma pesquisa com os colaboradores.
  • “Poxa, mas quero abranger todos os segmentos possíveis de Micro Market, como faço?!” Se sua intenção é abranger todos os segmentos possíveis, você deve ter em mente:

I- Seu investimento será muito maior;

II- A quantidade de produtos ofertados será maior;

III- Sua estrutura física e com pessoal e deverá ser condizente;

IV - Exigirá campanhas de marketing direcionadas tanto para o segmento corporativo quanto para o residencial.


Além disso, exigirá uma atenção maior para que cada Micro Market esteja adequado a cada segmento/público a ser atendido.

Quick Tips: Escolha um segmento e depois que estiver consolidado e seguro entre em outros segmentos.

Plano de Marketing

Se você adotou o "Business Model Canvas” para organizar suas ideias de estratégia de negócios, se deparou com as três questões que o vamos detalhar aqui, e que são essenciais para o sucesso no mercado de varejo, onde os Micro Market se encontram.

  • Captação Condomínios: num plano de marketing de varejo tradicional, chamamos essa etapa de “praça”, ou seja, o local que você estará instalado para fazer suas vendas. A captação de condomínios para instalação das lojas é sem dúvida hoje uma das tarefas mais difíceis principalmente nos condomínios com maior quantidade de apartamentos.

Quick Tips: contrate ou associe-se com profissionais que já tenham acesso aos síndicos, tais como: corretores de imóveis, síndicos profissionais ou administradoras de condomínios.
  • Público: em todos os seus PDVs, você precisa prestar atenção no público. Entenda qual a faixa etária da maioria dos condôminos, qual o gênero, se são em maioria casados ou solteiros, em grandes ou pequenas famílias. Assim você vai ter uma visão geral do público a ser atendido e terá condições de estabelecer o mix de produtos. Por exemplo, comprar ou não absorventes, se aposta em refeições congeladas para 1 pessoa, se vale a pena ter aquele chocolate importando no seu mix de produtos.

Quick Tips: E não, isso não é um bicho de 7 cabeças e você não precisa contratar o IBOPE. Converse com o síndico, o porteiro e/ou o zelador. Eles são fontes riquíssimas de informações para que você possa definir o perfil do público.
  • Mix de produto: Agora que você já tem o perfil do seu público, é importante acertar o oferta de produtos. Para isso, é importe analisar tais pontos: rentabilidade, procura, produtos âncoras, perecividade, entre outros, muito importantes para manter uma loja saudável. Acertar o mix de produtos é tarefa bastante difícil e precisa ser constantemente acompanhado para que não haja excesso de produtos de poucas vendas e/ou rupturas por falta de produtos.

Quick Tips: Até que você tenha um mix mais maduro, em que você consiga identificar melhor a preferência do seu público, evite adquirir grandes quantidades de um produto. Caso o produto não gire com você imaginava não trará grandes consequências financeiras e desperdícios em seu negócio.
  • Preço: fator determinante para o volume de vendas. Lembre-se que os seus consumidores conhecem os preços praticados nas grandes redes, e é praticamente certo, que há um grande varejista em um raio de 5KM do local onde está o seu PDV. Ou seja, você pode cobrar pela comodidade e praticidade, mas não perca a mão, se não você perderá, também, oportunidades de venda. Lembre-se: O seu preço não precisa ser idêntico ao de uma grande rede varejista, mas também não poderá ser de loja de conveniência.

Quick Tips: O grande segredo em ter um preço bom é fazer uma boa compra. Ou seja, negocie bem com os seus fornecedores e estabeleça parcerias.
Quick Tips: Conheça os preços praticados na região do seu PDV.
Quick Tips: Cuidado com produtos com validade curta! Estabeleça junto ao seu fornecedor uma condição para que os produtos com datas de validade vencidas sejam substituídos.

A VMPay tem diversas soluções para quem já opera no mercado de M.M. ou para quem quer iniciar. Mande suas dúvidas ou fale com um de nossos consultores.



69 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo